• Medium
  • Spotify ícone social
  • Instagram
 
Prancheta_1_cópia_195.png

o ateliê de novos fazeres.

O ateliê têm como propósito de vida inspirar o reconhecimento e a livre expressão da nossa essência divina.

Prancheta_1_cópia_79.png

missão:

Facilitar processos de co-criação e o desenvolvimento de Fazeres inspiradores.

detalhe.png

valores.

Inspiração

é um convite acolhedor e silencioso entre almas.

Carinho e Afeto

é o que dá liga nas relações. 

Beleza

é amor tomando forma no mundo.

Prancheta_1_cópia_186.png

o manifesto.

As palavras trabalho, emprego e profissão estão impregnadas de sentimentos de subserviência,  de desprazer, de desencanto e até de tortura.  As profissões de prateleira já não servem para atender as demandas do mundo nem as demandas pessoais. 

 

Queremos trabalhar com tesão e com sentido. Porém, as estruturas de trabalho e de educação ainda não estão operando de forma a atender nossos anseios. Nossa consciência está à frente dessas estruturas sociais, e é nossa responsabilidade materializar essa transição. 

 

De acordo com o Banco Mundial e o Fórum Econômico Mundial, ao menos metade das profissões atuais desaparecerão no futuro. A natureza do trabalho também já está mudando, logo, os empregos formais como conhecemos hoje deixarão de existir. 

 

Não faz mais sentido pensar em trabalho, palavra cuja origem vem de um instrumento de tortura romano. 

Não faz mais sentido pensar em empregos, pois sabemos que eles estão com os dias contados. 

Não faz mais sentido pensar em uma profissão, que nos remete a um fazer fixo e permanente. 

 

Hoje em dia as pessoas ainda utilizam a profissão como referência de identidade, mas isso não terá mais cabimento quando nos tornarmos mutantes em nossos fazeres. 

Espero que um dia seja nosso propósito que sirva como referência social, não mais nossa profissão!

 

Precisamos criar novas formas de atuar no mundo, por isso proponho que cada um crie os seus fazeres.  

Não se trata de criar novos trabalhos, novos empregos, novas profissões. Trata-se de criar Novos Fazeres. 

 

Que haja tesão e propósito em nossos Fazeres!

 

Que o fazer, o ser, o sentir e o viver não estejam mais separados. 

Que o fazer seja uma expressão do ser integral! 

Quando o fazer se torna uma expressão do ser, todo Fazer vira arte. Vida e arte deixam de ser coisas separadas e seus Fazeres se tornam suas obras de arte. Da mesma forma que um artista se desnuda em cada obra expondo sua alma ao público, que assim seja com seus Fazeres. 

 

Que eles sejam a mais bela expressão da sua alma!

 

Há em mim um espaço interno onde posso ser quem sou na mais pura essência. Eu sustento em mim um espaço de acolhimento e apreciação onde me permito ser livre para criar minhas realidades como quem cria obras de arte. Há em mim um espaço de resistência à brutalidade e à bestialidade. Há em mim um espaço onde a poesia resiste, ainda que o corpo sucumba. Há em mim, no fundo do meu oceano, um lugar intocável, protegido, de liberdade irrestrita e paz inabalável. Há em mim um Ateliê onde me esculpo, me pinto, me componho, me roteirizo, me desenho, me movimento... Sei-me arte. 

 

Nesse espaço, crio Novos Fazeres para mim!

Sempre Novos, pois não são fixos nem permanentes, estão sempre se renovando. 

Sempre no plural, Fazeres, pois o ser humano tem múltiplos talentos e não pode ser reduzido a uma atividade única. 

Temos tanto o que oferecer ao mundo! 

Eu crio, eu escrevo, eu pesquiso, eu converso, eu cuido, eu assessoro, eu facilito, eu danço, eu medito, eu viajo. Sempre fluindo, sempre em transformação. 

 

Que sua vida seja sua obra-prima!

full10.png
khara-woods-KR84RpMCb0w-unsplash.jpg
Prancheta_1_cópia_209.png

o Bento.

Mutante. 

 

Artista tímido determinado a dominar palcos e espaços.

Poeta das horas vazias. 

É Corpo. É dança. 

A mente questiona e o coração descompassa. 

 

Semeador de revoluções. É veneno.

Cuidador de revolucionários. É remédio. 

 

Facilitador de encontros. 

Do concílio entre corpo, mente e espírito.  

Inteireza do ser. 

Vida sentida. Vida com sentido. Vida viva. 

 

Tradutor. Pontífice entre universos. 

Do humano é um contemplador. Das humanidades, um estudioso. 

Acadêmico buscando sentido. 

Da psicologia transpessoal ao pensamento complexo. 

Desfaz-se.  

Cria-se

 

Mas sentido mesmo, só encontra no encontro.

lado B.

lado A.

Formado em tradução pela Universidade Federal de Ouro Preto e intercâmbio na Universidade do Porto (Portugal); pós-graduado em Psicologia Transpessoal pela Unipaz; mestrando em Pensamento Complexo pela Multiversidad Mundo Real Edgar Morin (México) e foi membro da delegação do Brasil no programa internacional para formação de líderes — The Ship for the World Youth (SWY20)—  organizado pelo governo do Japão e apoiado pela ONU.

 

Atuando há 10 anos em multinacionais de tecnologia (IBM, HP, DXC), em gerenciamento de projetos e em consultoria de Recursos Humanos para novos negócios. 

 

Realizou formações complementares em biopiscologia, fluxonomia 4D, design thinking, gerenciamento de processos e projetos. Atualmente é pesquisador e consultor em psicologia transpessoal, pensamento complexo e diversidade & inclusão. Dedica-se a facilitar experiências de cocriação de negócios com o projeto Empreendedores do Bem no qual artistas e terapeutas são convidados a trazer para o mundo startups inspiradoras. 

1.png
 
 
Prancheta_1_cópia_192.png

os projetos.

Prancheta_1_cópia_161.png
Prancheta_1_cópia_157.png
Prancheta_1_cópia_162.png

O Ateliê de Novos Fazeres se orgulha de apresentar os seguintes projetos:

Empreendedores do Bem.

Novos Saberes:

Pesquisa e Desenvolvimento.

Um processo para oferecer consultoria de planejamento estratégico e para estruturação das bases operacionais de startups do bem.

 

Trabalho com o diferencial de oferecer uma “consultoria-terapêutica” que acolhe a complexidade do ser e que busca co-criar com o cliente uma startup que reflita sua subjetividade, sua assinatura pessoal.

Espaço voltado  à reflexão crítica, pesquisa, produção de conhecimentos e facilitação de processos de aprendizagem nos campos das Teorias da Complexidade e da Psicologia Transpessoal. 
 
Alguns temas investigados: 
Competências para viver no século XXI
Diversidade & inclusão
Inovação
Empreendedorismo
Novas economias

Prancheta_1_cópia_154.png

Do coração para o mundo.

Há ideias que estão no coração em forma de intenção, aspirações, anseios e talentos, mas nem sempre temos clareza o suficiente dessas ideias para colocá-las em palavras e dar início a projetos. 

 

O objetivo desse curso é buscar por clareza acerca dessas ideias ao ponto de comunicar ao mundo o serviço/produto que se quer oferecer e também buscar amadurecer a ideia enquanto um novo negócio. 

 

Esse curso é uma jornada que combina processos de auto conhecimento associados ao design thinking para facilitar levar do coração para o mundo ideais de novos negócios que expressem sua assinatura pessoal. 

Artecer.

Esse podcast é um convite para exercitarmos novas formas de apreensão das realidades por meio da emoção, da sensação e da intuição.  As múltiplas realidades desse mundo complexo exigem novas formas de percepção e atuação. Novos Fazeres são criados por novos sujeitos. Novos sujeitos requerem novos olhares.

 

A Arte como caminho e como elemento ativo na construção de novas realidades é a proposta desse podcast que traz reflexões sobre a vida mediadas pela Arte. 

annie-spratt-TywjkDHf0Ps-unsplash.jpg
 
full10.png
Prancheta_1_cópia_171.png

Muito obrigado por entrar em contato com o Ateliê de Novos Fazeres! Em breve entraremos em contato.

linha.png

o contato.